Cabo do medo (Cape Fear)


Cabo do medo (Cape Fear) 1991


Direção: Martin Scorsese
Elenco: Robert De Niro, Nick Nolte, Jessica Lange, Juliette Lewis, Joe Don Baker, Robert Mitchum, Gregory Peck, Martin Balsam, Illeana Douglas, Fred Dalton Thompson
Ano: 1991
País: EUA
Gênero: Suspense
Nota IMDB



Sinopse do filme Cabo do medo (Cape Fear):


Max Cady cumpriu pena de 14 anos de prisão por estupro e sai da cadeia determinado a se vingar de seu advogado de defesa (Sam Bowden) por ter omitido informações que poderiam ter alterado a decisão do júri.


Usando diversas táticas de terror psicológico, Max irá atormentar Sam, sua esposa e sua filha dentro dos limites da lei, deixando seu advogado sem nenhuma alternativa lícita de defender sua família.


Assistir trailer do filme Cabo do medo (Cape Fear) legendado em português pt br:




Resenha do filme / análise crítica do filme Cabo do medo (Cape Fear) e seus usos em Cinema Terapia:


Max Cady passou seus últimos 14 anos na cadeia, condenado por agressão e estupro. Agora livre, está obcecado por se vingar de Sam Bowden, o defensor público que omitiu evidências que poderiam diminuir a pena ou quem sabe até inocentar Max das acusações (já que a vítima era promíscua). Alegando ter sofrido terríveis humilhações na cadeia (entre elas ter sido sodomizado por mais de 3 homens), Max começa a perseguir Sam, sua esposa Leigh e sua filha Danielle de 16 anos.


Mas Max não pretende voltar para a cadeia tão cedo: o analfabeto aprendeu a ler na prisão e se interessou especialmente por livros jurídicos. Cita trechos da Bíblia e de livros de Nietzsche, é inteligente, esperto, articulado, planejou cuidadosamente sua vingança e sabe como aterrorizar a família sem infringir nenhuma lei.


De situações aparentemente "inocentes" (como fumar um charuto e rir alto no cinema onde a família assiste um filme, ficar de madrugada parado no lado de fora da casa de Sam) a outras medidas extremas, Max Cady promove uma verdadeira tortura psicológica, coloca os membros da família uns contra os outros... É um autêntico vilão. Certo? Hmmm...


Apesar de Max Cady apresentar sinais claros de psicopatia (indiferença diante do sofrimento de suas vítimas, sua atitude manipuladora e dissimulada, seu auto-controle, etc), não difere muito dos heróis convencionais, que também iniciam (quase a esmagadora maioria) sua jornada tendo como combustível a vingança. E até onde sei, ninguém "nasce" psicopata, é preciso um gatilho, um ambiente ou circunstâncias propícias para que o transtorno se manifeste.


Sam por sua vez também não é uma vítima típica: negou um direito básico à Max (direito à defesa), é adúltero... As sutilezas do filme nos impedem de fazer qualquer julgamento precipitado ou taxar uma sentença. Deixo o final em aberto (cena rara nesse site!), pra não estragar a surpresa. Tire suas próprias conclusões, compartilhe suas impressões conosco!